segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

O amor não é cego

Posted in by Bruno Marconi da Costa | Edit
Há quem me diga que o amor é cego,
E brada tais palavras com certeza.
Não sabem deste amor a natureza
E tais brados são os que eu sempre nego
(e ao Amor sempre me entrego.)

Quem o diz não teve mulher amada:
Das que são fiéis à bela liberdade,
Que vivem com perfeita seriedade
Em um estado constante de risada.

Espero que eles peçam perdão
Dos tolos que falam sem pensar:
Como pode ser cego, se no olhar
De quem se ama se encontra o coração?




Bruno Marconi da Costa - Rio de Janeiro - 15/01/2008 (00:45)

Espero que gostem, fiz tentando dormir e depois de ler uns dez sonetos de Camões.
Beijos e abraços!

4 Comments


  1. Penélope says:

    pooooooooooooooooooooo, ameeeeeeeei esta parte:
    "Como pode ser cego, se no olhar
    De quem se ama se encontra o coração?"
    muito foda!!
    gostei, aprovado xD
    eu compro seu livro!
    HAuyhauyhahyu

    Beeijos!!

    14 de janeiro de 2008 18:58

  2. Kauê says:

    O fechamento de ouro realmente é deveras Camões...
    E bom... O olhar é o espelho da alma, né?!
    ...
    Ah. Não vou comentar muito não, porque você fica me passando música deprê u_u"

    14 de janeiro de 2008 19:08

  3. Paulo says:

    AUHAUHAUHA gostei, mas aposto que vc nao conseguiu dormir mesmo depois de ter escrito isso

    aliás, posso provar, pq ali d iz que isso foi 15 pra 1 da manha e voce tava falando comigo agora ha pouco HEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE

    14 de janeiro de 2008 22:50

  4. Gabriella says:

    eu compro seu livro! [2]

    18 de janeiro de 2008 09:22